8. mai, 2020

Emagrecimento e efeito Sanfona

É com grande satisfação que escrevo a vocês hoje, entretanto gostaria de fazer uma breve apresentação.
Meu nome é Vivian Oliveira, mas todos me chamam de Vivi.

Sou Profissional de Educação Física e atuo como Personal Trainer, porém já atuei também como professora em academias dando aulas de natação infantil, hidroginástica, pilates, ginástica coletiva e bike indoor, além de exercer o cargo de coordenadora em diversas delas.

Também tenho formação em Health Coach e direcionei para a área do emagrecimento.


Com tudo isso que estamos vivendo me perguntei como poderia ajudar as pessoas que estão em casa, sendo que muitas delas estão sem praticar exercícios físicos pela falta de orientação.

Também me preocupo com a instabilidade emocional e as consequências que essa pode trazer, principalmente para nós, mulheres, que acumulamos tantas funções.


Foi aí que surgiu a ideia da Consultoria Fitness OnLine + Mentoria de Coach.

Onde além de prescrever os treinos e enviar os vídeos de cada exercício, nós temos um encontro semanal, via transmissão de vídeo, para conversarmos sobre alimentação saudável, emoções e também, para alinharmos o planejamento das atividades.

Com as ferramentas e metodologia do Coach posso auxiliar em várias áreas sendo que, na maioria dos casos que atendo, são necessidades voltadas ao emagrecimento.


E falando em emagrecimento, muitas pessoas me perguntam o que é necessário para sair do efeito sanfona, tema esse que até virou LIVE.


Pois bem, não há segredo algum! E vou compartilhar com vocês a partir de hoje o que é necessário para sair dessa briga com a balança.


Mas antes de começarmos, temos que saber se estamos no peso ideal e para isso usamos um cálculo bem simples adotado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), chamado de Índice de Massa Corporal (IMC). O mesmo se calcula a partir da fórmula:


IMC = PESO/ALTURA x ALTURA


O resultado deve ser comparado na tabela a seguir:
(Imagem da tabela)


A partir daí sabemos se estamos dentro da normalidade ou não.


E para quem conhece alguém ou já esteve nessa briga contra o peso, dito como saudável e ideal, sabe que quando entramos em um processo de luta contra a balança, muitas vezes não conseguimos vencer e isso afeta, não somente o nosso corpo, mas também o nosso psicológico e o emocional.


Eu já estive acima do peso e foi um processo que durou 2 anos e me levou a engordar 8 kg e perder bastante massa magra.


É lógico que não engordei de uma hora para outra, fui entrando em um processo gradativo de depressão.


Ao longo do tempo fiz o que todo mundo já fez em algum momento da vida: tomei remédios, fiz dietas malucas, tornei minha rotina de vida estressante e me vi em um estado de total queda na autoestima, ficando presa nesse círculo vicioso, me levando a crises de ansiedade e à compulsão alimentar.


Foi então que percebi que o que me levou à essa condição, foi meu estado psicológico e emocional.

Sem eles, eu não conseguiria equilibrar minha alimentação, nem focar em meus treinos. A partir daí, decidi colocar minha vida em ordem e assim, consegui voltar a minha antiga forma.


Se você se identificou com tudo que contei, não perca a sequência de matérias nas quais falarei sobre os três principais pontos para conquistar um emagrecimento saudável e definitivo.

Sem dietas malucas, fórmulas milagrosas e sem investir o olho da cara!

O único investimento será em você mesma.
Até a próxima!