11. abr, 2020

Home Office e Produtividade

 

 Espero que o texto da Natália possa colaborar com o aprendizado de cada um de vocês ,abraço a todos! 

HOME OFFICE – COMO MELHORAR SUA PRODUTIVIDADE

 

No contexto em que um vírus mudou a realidade e a rotina do mundo, em que de repente, sem preparação, fomos obrigados a ficar em casa, tivemos que usar toda nossa criatividade, disciplina, organização para conseguir transformar uma tendência de mercado em uma necessidade compulsória: O HOME OFFICE.

 

Em um clima de tensão e incertezas, como continuar a produzir, mantendo sua equipe próxima e engajada? Só há uma palavra de ordem: PROXIMIDADE. Por mais contraditório que pareça ser neste momento, estar perto, se fazer presente na vida e no trabalho do seu time vai fazer a diferença neste momento.

 

Entendendo que é um momento de isolamento físico e não social, as pessoas precisam investir mais energia e paciência, bem como inovar em processos e ferramentas, além de melhorar a forma de se comunicar com a equipe e clientes.

 

Somos digitais, não há como voltar nesse processo. A quarentena nos mostrou como podemos usar a tecnologia para sermos mais enxutos e eficientes. Nos ensinou novas formas de nos relacionarmos, buscar parcerias criativas em um ambiente de pouca ou nenhuma certeza, mas de muita experimentação e aprendizagem.

 

Não há mais aquela separação clássica do tempo para trabalho, para a família, para o lazer. Não há mais o horário de almoço, pausa para o café com os colegas, o expediente nunca termina. Neste momento está tudo misturado, ficando mais confuso e gerando mais ansiedade.

 

Então, como se organizar e melhorar a produtividade neste contexto:

 

DICAS DE PRODUTIVIDADE

Primeiro de tudo, como é a sua forma de trabalho? O que funciona para você? Como consegue se concentrar melhor?

As dicas são muito válidas, mas todas têm que ser adaptadas para a sua realidade, seu tipo de trabalho e o que funciona para você!

 

Organização e Disciplina:

  • Planeje seu dia de forma viável, estabelecendo o tempo de conclusão de suas atividades (temos a tendência a querer resolver tudo em um dia só e nos frustramos por não conseguir). Esteja sempre aberto a replanejar sempre que necessário suas atividades.
  • Crie uma rotina, estabeleça horário para suas tarefas (atividade física, tarefas domésticas e atividades relacionadas aos outros papéis que desempenha), mas não se deixe escravizar por essa ideia. A flexibilidade é uma vantagem neste momento (desde que não leve apenas a assaltos à geladeira).
  • Defina prioridades: o que é urgente, o que é importante. Dê foco às atividades que trarão mais resultados e evite distrações. O grande vilão das prioridades é o NÃO, ou a ausência dele. Precisamos aprender a dizer NÃO e a delegar atividades quando necessário. 
  • É mais complexo? É prioridade? Comece com ele! Temos a tendência a procrastinar e quando vemos o dia já acabou e não ocupamos nosso tempo com o que é importante e gera resultado.
  • Evite olhar por muitas vezes o celular, wahstapp, email, etc. Reserve períodos de tempo para esse acesso. Geralmente interrompem a atividade que está sendo executada e se perde o foco.
  • Tenha sempre claro quais são os objetivos e o preço a pagar em caso de atraso ou descumprimento de alguma responsabilidade assumida. Para conseguir cumpri-la, pode-se dividi-la em atividades menores e delegar parte, quando possível.
  • As tarefas possuem um valor químico, por isso é importante anotar o que está sendo realizado para não ter a sensação de ter trabalhado muito e não ter feito nada. Tique a tarefa quando finalizada, quando concluímos uma atividade temos uma sensação de euforia e conquista, são cargas de serotonina, dopamina e oxitocina, combustíveis para os próximos desafios.
  • Intervalos durante a jornada: pequenas pausas no trabalho são importantes para aumentar a produtividade (beba água, faça uma pequena caminhada, faça um alongamento). 
  • Organize seu espaço de trabalho, deixe um canto delimitado para isso (muitas vezes misturamos a mesa da sala que vira escritório, junta com o jantar, onde as pessoas deixam as coisas quando chegam em casa, vira uma bagunça). Deixe em seu local de trabalho apenas o que vai ser utilizado naquele momento;
  • Vale lembrar: vista-se de forma adequada ao trabalho, muitas vezes você pode precisar entrar em uma reunião por vídeo chamada.
  • Registre a experiência do Home Office para você (o que funcionou e o que não funcionou). Essa pode ser uma realidade daqui pra frente.

 

 

Comunicação:

  • Lembre-se que você pode estar presente sem estar perto, então crie encontros com a equipe, faça reunião virtuais constantes. Exemplos de ferramentas: Zoom, Hangout, Skype, houseparty, entre outras;
  • Seja direto e explicito em suas comunicações, sem a linguagem corporal e contextos, é imprescindível uma comunicação assertiva. Recapitule o que foi dito, registre em ata ou por email e compartilhe todos os materiais necessários. Ferramentas para isso: google docs, google drive, trelo (acompanhamento de projetos), etc.

Estamos em um momento de incertezas e trazer um pouco de “normalidade” para o dia a dia é cada vez mais importante. E como dito, não há receita de bolo, veja sempre o que funciona PARA VOCÊ!