4. set, 2017

Texto completo

Tecnologia x Literatura:                            

 

Não faz muito tempo, estive em uma festa de aniversário e vi uma menina aparentando quase três anos , com um tablet nas mãos brincando.

O fato me fez refletir o quanto a velocidade alucinante da tecnologia em nos oferecer facilidades , está mexendo com a literatura nos dias de hoje.

A indústria literária está investindo fortunas na produção de livros infantis ,sendo eles de tecido, plástico e outros materiais leves para incentivar e introduzir as crianças ao hábito da leitura.

Para as crianças na faixa de dez a treze anos , existem livros específicos para ambos os sexos e quando estive em uma livraria vi a parte das obras infantis praticamente vazias em relação ao setor da informática, praticamente cheio.

O que isso me levou a pensar, os pais estão incentivando seus filhos a lerem cada vez menos, os tablets estão substituindo os livros , ou a leitura está sendo “engolida” pela tecnologia dos jogos eletrônicos de forma avassaladora.

Escolas há décadas, obrigam seus alunos a lerem periodicamente “aplicando” a eles as famosas fichas de leitura, isso é , se não lerem os livros pedidos ,ficarão sem condições de responderem as provas e consequentemente com nota abaixo da média na matéria de  português no boletim escolar.

 Ler os poucos livros que as escolas indicam é muito pouco para a educação infantil, as crianças precisam aprender  desde cedo o valor da leitura em suas vidas: saber ,memorizar fatos da história que estão lendo, capacidade de imaginação ,ortografia correta das palavras e desenvolver a capacidade da escrita.

O amadurecimento acontece com o tempo, à medida que as crianças descobrem, que com a leitura são capazes de muitas coisas , acabam descobrindo também ,que podem “viajar” pelo mundo sem saírem do lugar e começam a querer produzir suas próprias histórias, muitos escritores começaram assim.

Jovens adolescentes que pegaram desde cedo o gosto pela leitura, na maioria das vezes ,influenciado por seus pais, avós, ou parentes próximos estão escrevendo publicando livros e vendendo-os com sucesso em feiras literárias .

 

Alguns jovens que amam ler e usam a tecnologia avançada dos tablets específicos para leitura, outros como eu preferem os livros tradicionais.

 

Penso que o gosto pela leitura está em pegar os livros nas mãos e ir folheando a cada página e ao final de cada história, dizer acabei e com ele aprendi um pouco mais.

 

Aprendemos com cada história lida e só lemos na fase adulta se fomos acostumados a lermos na infância.

 

É na infância que tudo começa.