26. out, 2016

Mais uma semana..

Mais uma semana de molho,pois é não teve jeito,tive que ir ao médico e começar com o antibiótico pois a tosse não estava reduzindo,até segunda feira próxima nada de atividade física.

Como já passei por coisas piores ,otimismo e fé sempre,mais alguns dias e estarei pronta pra voltar à minha vida normal.

Enquanto isso não acontece estarei comentando um pouco do que eu tenho lido e me ajudado a pensar e repensar algumas coisas.

O livro último que eu li: "A mulher que roubou a minha vida" da Marian Keys,que eu coloquei a foto dele aqui.

Muito bem,na verdade ele é uma história de uma mulher que passou por uma doença muito grave: 

Síndrome de Guillain-Barré : uma doença autoimune que ocorre quando o sistema imunológico do corpo ataca parte do próprio sistema nervoso por engano. Isso leva à inflamação dos nervos, que provoca fraqueza muscular( http://www.minhavida.com.br/saude/temas/sindrome-de-guillain-barre

E ela conta no livro o que aconteceu com ela,o que me levou a ver que a condropatia é apenas a ponta de um alfinete diante desta patologia tão grave.

Isso me fez repensar novamente que sempre tem pessoas que sofrem muito mais que nós,por outro lado me fez ver que se ela com algo tão difícil que passou escreveu um livro contando sua história ,como eu tenho contado a minha aqui no blog tentando ajudar a todos que sofreram o que eu sofri,me fez repensar a possibilidade de escrever meu livro também.

A história dela foi uma inspiração pra mim e se ela teve um "anjo da Guarda" em forma de gente que cuidou dela,eu também tive e ele hoje é a maior inspiração pra mim. 

Relutei muito tempo contra isso por dois motivos,não achava necessidade de fazê-lo por ter esse blog que já passou de 37 mil acessos.

Outro motivo é que eu não gostaria mais de mexer no que aconteceu,pra frente é que se anda,mas também penso que quanto mais pessoas conhecerem essa lesão e saber como eu me recuperei mais pessoas terão a fé e o otimismo em buscar uma recuperação ,ter sua vida de volta e ser feliz novamente.

Estou sobrecarregada de trabalho,vem aí a superliga liga de volei que eu vou cobrir na minha coluna Quatro Linhas.

Entrarei em férias do trabalho após entregar a cobertura da última rodada do campeonato brasileiro de futebol e aí pensarei melhor sobre o livro como irei escrevê-lo.

Coloquei a fonte de informação sobre a síndrome ,caso queiram conhecê-la melhor,afinal aprender nunca é demais. 

Veremos até lá!